HORA CERTA

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

'Destruíram uma família', diz mulher de cinegrafista atingido por rojão


          Arlita Andrade vive há 30 anos com Santiago Ilídio Andrade.Funcionário da Band                 registrava protesto contra preço do transporte no Rio.
            
A mulher do cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Ilídio Andrade, Arlita Andrade, fez um desabafo no domingo (9), em entrevista exclusiva à TV Globo, e disse que "falta amor" nas pessoas responsáveis por ferir gravemente seu marido, atingido por um rojão na cabeça quando registrava, na quinta-feira (6), uma manifestação contra o aumento da passagem de ônibus no Centro do Rio de Janeiro.
Montagem 2 - cinegrafista da Band é atingido em protesto no Rio (Foto: Agência O Globo)Cinegrafista da Band é atingido em protesto no Rio
(Fotos: Agência O Globo)
Andrade ajudou a criar os três filhos de Arlita e juntos tiveram uma filha. Ela contou que o carinho que recebe da família tem ajudado a enfrentar os momentos de aflição. As declarações foram dadas poucas horas depois de ela ter visitado o marido no CTI do Hospital Souza Aguiar.
“Hoje [domingo], quando entrei, senti que ele não estava nem mais lá. Ele não estava lá. Eu fiquei pensando, eu tenho que botar para fora, tenho que mostrar que ele não pode estar indo embora em vão.”
A mulher do cinegrafista contou como soube que Santiago havia sido ferido.
“Deu 20h45 [de quinta-feira], eu liguei e não foi ele que atendeu. Eu falei: Santiago? Disseram: não, aqui é... falaram o nome do cinegrafista. Falei: onde está o meu marido? Ele falou: está no Souza Aguiar, ele levou uma bomba na cabeça e está em estado muito grave. Levei um susto e achei que não tinha entendido. Eu falei: ele foi fazer alguma matéria sobre alguém que levou uma bomba? A pessoa falou: não, foi ele mesmo", disse a mulher de Santiago.
Arlita viu as imagens que mostram o marido sendo atingido por um rojão e disse que tem recebido informações sobre a investigação policial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário