HORA CERTA

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Assassino do jornalista Décio Sá é condenado a 25 anos de prisão


  DO G1
Piloto da motocicleta usada no crime foi condenado a 18 anos.Julgamento da dupla foi encerrado na madrugada desta quarta-feira (5).
                    Julgamento dos assassinos do jornalista Décio Sá (Foto: Leno Edroaldo/ G1 Maranhão)
O assassino confesso do jornalista Décio Sá, Jhonathan Silva, e o piloto da motocicleta que deu fuga ao pistoleiro, Marcos Bruno Silva, foram considerados culpados pelo crime, ocorrido em abril de 2012, em um bar da Avenida Litorânea, na orla marítima de São Luís.
A sentença, lida pelo juiz Osmar Gomes dos Santos após veredicto do júri popular, condenou o assassino, que é réu confesso, a 25 anos e três meses de prisão em regime fechado. Já o piloto da motocicleta foi condenado a anos 18 anos e três meses de prisão. De acordo com a decisão, o pistoleiro não pegou pena máxima porque é réu primário. O julgamento foi encerrado pouco mais de meia-noite desta quarta-feira (5), após dois dias de sessão na 1ª Vara do Tribunal do Júri, no Fórum de São Luís.
Jonathan vai cumprir a pena no presídio federal de Campo Grande (MS), onde já estava detido. Já Marcos Bruno começa a cumprir prisão no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na capital maranhense. Além do assassinato triplamente qualificado, os dois também foram condenados por formação de quadrilha.
O advogado Pedro Jarbas disse que vai recorrer da sentença aplicada a Marcos Bruno. Já o promotor Benedito Coroba adiantou que vai solicitar a ampliação das penas.
Segundo dia
O segundo dia do julgamento do assassino do jornalista Décio Sá e do motorista acusado de dar fuga ao pistoleiro, Jhonathan de Sousa Silva e Marcos Bruno Silva, respectivamente, começou por volta de 9h desta terça-feira (4), no Fórum Desembargador Sarney Costa, em São Luís. O júri, segundo o juiz Osmar Gomes, pode se estender pela madrugada de quarta-feira (5).

Nenhum comentário:

Postar um comentário