HORA CERTA

domingo, 1 de dezembro de 2013

Presidente Nacional do PT nega e diz que aliança do PT do Maranhão com o PMDB de Roseana ainda não foi definido

O anúncio da aliança com a família Sarney foi dado pelo presidente do PMDB, Valdir Raupp, mas negado pelo próprio presidente do PT e pelo silêncio de Dilma e Lula sobre o  acordo
Rui Falcão, presidente do PT
Rui Falcão, presidente do PT
BRASÍLIA (FOLHA) – O presidente do PT, Rui Falcão, negou ontem que seu partido tenha decidido manter o apoio à família Sarney em vez de chancelar a candidatura do comunista Flávio Dino ao governo do Maranhão.
A declaração foi dada horas após o presidente do PMDB, Valdir Raupp, anunciar que o PT decidiu manter sua aliança com os Sarney no Estado.
Ambos participaram de uma reunião na Granja do Torto com Dilma Rousseff e Lula.
“Tem uma ala do PT que apoia a ideia de continuar com o Sarney, mas há também um pedido do Flávio Dino que nós o apoiemos. Não houve nenhum acordo”, afirmou Falcão.
Raupp havia dito que endossar os peemedebistas fora o único entendimento da reunião –da qual o senador José Sarney (PMDB-AP) também participou.
O apoio a Dino é um dos poucos apelos feito pelo PC do B ao PT na corrida eleitoral de 2014. O nome do PMDB ao governo ainda será lançado por Sarney, atual governadora do Estado.
Falcão também negou acerto para que seu partido continue na base aliada do governador do Rio, Sérgio Cabral. “Quando o PT vai sair do governo é uma decisão de lá [PT do Rio].”

Nenhum comentário:

Postar um comentário