HORA CERTA

sábado, 21 de setembro de 2013

Hospital em Marajá do Sena nem foi inaugurado por Roseana Sarney, mas a qualquer momento pode cair

20130913_134423
Do Marrapá
Com a estrutura comprometida, o hospital inacabado do “Saúde é Vida” de Marajá do Sena pode desmoronar a qualquer momento, soterrando o grupo de operários contratados para dar andamento às obras que já se arrastam por 4 anos.
O grupo denuncia que a construtora responsável, a Atalaia Construções, não repassa os salários faz 3 meses. Também reclama da falta de equipamentos e de condições adequadas para alojamento. Eles estão abrigados debaixo da laje inacabada do hospital, que corre sério risco de desabar.
Os operários pretendem recorrer à Justiça em busca de direitos trabalhistas.
Apesar dos salários atrasados e dificuldades para a execução da obra, a Atalaia Engenharia promete entregar o hospital até 14 de dezembro. Antes dela, a Geotec Construções e Projetos também foi acusada de não pagar seus trabalhadores, e abandonou a construção pela metade.
Questionado sobre a confiança na conclusão do novo hospital, um dos operários responde:
- Não tá tendo nem estrada, quanto mais hospital.
Veja o depoimento do grupo de trabalhadores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário