HORA CERTA

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Encontrados na conta do agiota Pacovan R$ 12 milhões de duas prefeituras

O dinheiro nas contas de Pacovan são oriundos de apenas duas prefeituras, Bacabal e Zé Doca
Em entrevista coletiva concedida agora pela manhã na sede regional da Polícia Federal, o delegado Alexandre Lucena confirmou a operação “Usura II” que apenas conduziu 19 pessoas, entre ex-prefeitos, ex-secretários municipais, agiotas e outros relacionados ao crime de desvio de recursos de programas federais.
A operação foi desenvolvida nas cidade de Pedreiras, Bacabal, Zé Doca e São Luís. A PF não revelou os nomes dos que foram conduzidos e liberados em seguida após depoimentos, mas o blog obteve informações de alguns.
Em São luís foram conduzidos o agiota Pacovan,a esposa Edna cavalcanti  e o dentista Lílio Guega, que foi secretário de Saúde das gestões de Zé Vieira e Raimundo Lisboa, e presidente da Escola Flor do Samba.
O ex-prefeito de Zé Doca, Natin, seria outro que foi conduzido e liberado depois que prestou depoimentos. Existem informações de que o vice-prefeito de Bacuri também teria sido conduzido.
Na conta de Pacovan, a Federal constatou a transação de deslocamento da prefeitura de Bacabal no valor de R$ 7,5 milhões e mais R$ 4,5 milhões depositados pela prefeitura de Zé Doca.
Os crimes, conforme a PF e a CGU local, foram praticados entre 2008 a 2011 e todo os conduzidos poderão ser indiciados em formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva e peculato.  Os recursos desviados eram da Merenda Escolar e da Saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário